Vereador protocola pedido de CPI para investigar máfia do ISS

12/12/2013 19:39

Gilberto Natalini (PV) obteve 19 assinaturas necessárias para protocolo. Agora falta obter maioria para que pedido tenha preferência e seja votado.

 

Roney DomingosDo G1 São Paulo

O vereador Gilberto Natalini (PV), que faz oposição ao prefeito Fernando Haddad (PT), protocolou nesta quinta-feira (12) pedido de criação de uma comissão parlamentar de inquérito na Câmara Municipal de São Paulo para apurar a máfia do Imposto sobre Serviços (ISS). Após essa etapa, Natalini terá de conseguir 28 votos para que o pedido tenha preferência e seja votado. Haddad (PT) tem maioria entre os 55 parlamentares. Natalini pretende que a CPI do ISS seja a primeira a ser instalada em 2014.

Auditores da Secretaria de Finanças são investigados pela Controladoria Geral do Município e pelo Ministério Público por suspeita de envolvimento nas fraudes. Citado em escutas, o secretário de Governo do prefeito Fernando Haddad (PT) pediu afastamento e voltou a exercer o mandato na Câmara.

Três CPIs funcionam na Câmara de São Paulo neste semestre, todas com previsão de término em dezembro: dos estacionamentos; da exploração sexual infantil e do transporte coletivo.

O regimento interno da Câmara determina que poderão funcionar na Câmara até cinco comissões parlamentares de inquérito,  duas ao mesmo tempo e as demais em caráter excepcional e por motivo relevante.

O líder do governo Haddad, na Câmara, Arselino Tatto (PT), afirma que Natalini "não tem a mínima chance de aprovar" a proposta. "Vamos encerrar os trabalhos na semana que vem. Para votar CPI, precisa de 28 votos favoráveis. Só ele (Natalini) está pensando nessa CPI. A Prefeitura, a polícia e o Ministério Público estão investigando o caso. A Câmara está voltada ao Orçamento e ao Plano Diretor", afirmou.

Matéria publicada originalmente pelo Portal G1/SP