Vereador Atílio Francisco (PRB) diz estar surpreso com R$ 75 milhões em emendas em seu nome

17/03/2017 20:58

Matéria publicada originalmente pelo Portal G1 com SPTV

Atílio Francisco é relator do orçamento e precisou chamar assessor para saber teor das emendas aprovadas para 2017.

 

Os vereadores da Capital tiveram 947 emendas aprovadas para o orçamento deste ano. Um único vereador, Atílio Francisco, tem emendas no valor de mais R$ 75 milhões. Ele foi o relator do orçamento e disse que desconhecia o valor dessas emendas e para que todo esse dinheiro seria usado.

O SPTV olhou a maioria delas e verificou que as 25 emendas propostas pelo vereador Francisco somam os R$ 75 milhões e, apenas quatro somam R$ 60 milhões para "manutenção de sistemas de informação e comunicação."

O vereador disse que “não, eu não aprovei essas emendas em meu nome. Aprovei essas emendas em nomes de associações que pediram”, apesar de ser o nome dele que aparece no Diário Oficial, em publicação de 15 de dezembro de 2016.

“Estou surpreso com o que você está me falando de ter essas emendas todas com esses valores em meu nome. Porque eu não apresentei essas emendas”, disse Francisco, que precisou chamar um assessor para saber do que tratavam as emendas.

“Foi um pedido da Secretaria de Governo, só pode ter sido, porque eu não estou me lembrando os detalhes agora”, disse o vereador, que em seguida afirma que o dinheiro deve ir para a Prodam, empresa de tecnologia da informação e comunicação do município, e que atende a um pedido da equipe de transição da atual gestão.

“Foram pedidos do próprio governo, muita coisa que a gente faz, muda, remaneja, transfere de um setor para o outro é a pedido do governo, nós não temos essa autonomia”, afirmou Francisco.

Em nota, a prefeitura disse que solicitou ao relator a reinclusão dos recursos originalmente previstos para a Prodam, que tinham sido retirados durante as discussões do projeto. Só que em nenhuma dessas quatro emendas que somam R$ 60 milhões está escrito o nome da Prodam.

 

Para especialistas em contas públicas com o texto assim, vago, esse dinheiro pode ser usado em outras áreas que não a tecnologia da informação. “Não fica claro porque quando vai para a Prodam é bom que vá o nome Prodam junto da descrição, porque aí não gera a mínima dúvida”, disse Amir Khan, especialista em finanças públicas.

 

Ainda segundo Khan, esse dinheiro “pode ser desviado para propaganda, para outros tipos de finalidade que a prefeitura vai querer realizar ao longo do tempo.”

 

A Prefeitura confirmou que os recursos referentes a essas emendas só poderão ser utilizados para os serviços prestados pela Prodam.