Um dia após eleição, já se discute a sucessão da mesa diretora da Câmara dos Vereadores de SP

04/10/2016 07:26

Matéria veiculada originalmente pela Rádio CBN

 

O favorito é Mário Covas Neto, que comandou processo das prévias no PSDB e legitimou internamente a candidatura de Doria. A maior ameaça para ele é o democrata Milton Leite, membro da coligação do futuro prefeito, mas que tem bom trânsito no 'centrão'.

 

 

Câmara dos Vereadores de São Paulo (Crédito: Reprodução)

Câmara dos Vereadores de São Paulo

Crédito: Reprodução

A renovação da Câmara dos Vereadores vai fortalecer dois grupos políticos que podem trazer impacto para as discussões do legislativo em São Paulo. A bancada evangélica terá 12 vereadores, entre eles, sete estreantes. Já a bancada feminina dobrou de tamanho e, pela primeira vez, terá 11 parlamentares. Se honrarem as propostas de campanha, as novas vereadoras vão trabalhar pelas causas femininas.