Proposta de reajuste para professores vai à sanção do prefeito

28/09/2017 07:52
André Bueno/CMSP - Vereadores aprovaram reajuste para os professores da rede municipal de ensino

 

RAFAEL ITALIANI

A Câmara Municipal de São Paulo aprovou em segunda discussão, nesta quarta-feira (27/9), o Projeto de Lei (PL) 516/2017, que prevê um reajuste de 3,71% nos vencimentos dos professores da rede municipal de ensino. Agora a proposta, que era um pleito do vereador Cláudio Fonseca (PPS), segue para a sanção do prefeito João Doria (PSDB).

O texto já tinha recebido voto favorável de 50 vereadores há uma semana, durante Sessão Plenária. Na primeira aprovação, Fonseca declarou que a remuneração precisa ser melhorada de forma geral.

Outros profissionais da área da educação também recebem o benefício que é garantido por Lei. Quem ganha até o piso já receberá o acumulado retroativo a maio deste ano no próximo mês de novembro.

Para quem ganha acima do piso, o reajuste será dividido em duas parcelas: 1º de janeiro de 2019 e 1º de novembro de 2019. Após os abonos serem pagos, o reajuste será incorporado aos salários de todos os profissionais que pertencem ao QPE (Quadro de Profissionais da Educação) do município.

Fonte: Portal da CMSP