Programa Papel Zero: Câmara implanta o Plenário Digital

27/08/2012 19:55

RenattodSousa
PLENARIO-2282012-RttodSousa__5200_2-72-ABRE

O Centro de Tecnologia da Informação (CTI) da Câmara Municipal de São Paulo implantou um novo sistema para uso dos vereadores durante as sessões plenárias. Chamada de Plenário Digital, a plataforma faz parte das ações desenvolvidas pelo Legislativo paulistano com o objetivo de reduzir o uso de papel.

O sistema, de acordo com o coordenador do CTI, Eduardo Miyashiro, funciona como uma intranet — apenas com informações referentes às sessões — e só pode ser acessado do Plenário 1º de Maio. "Tudo o que estiver acontecendo durante as sessões, como a sequência dos oradores e os comunicados do presidente, será disponibilizado em tempo real para que cada vereador possa acompanhar", explicou.

Antes de o sistema ser adotado, a assessoria parlamentar realizava a impressão de várias folhas para sanar as dúvidas dos vereadores. "O Plenário Digital fará com que as informações tenham mais qualidade, coerência e velocidade. Sem contar que vamos economizar muito papel, já que antes tudo era impresso”, comentou Miyashiro.

PROGRAMA PAPEL ZERO
Desde o ano passado, a Mesa Diretora da Câmara definiu, entre as diversas metas de trabalho, que até janeiro de 2013 o Legislativo paulistano funcionaria em condição zero de papel.

A primeira ação do Programa Papel Zero foi o início da digitalização de cerca de 16 milhões de documentos que fazem parte da história da Casa desde 1948. Outra medida adotada foi a “assinatura digital”, que permitiu que todas as indicações (proposições em que os vereadores sugerem aos poderes competentes medidas de interesse público) fossem tramitadas por meio digital.

Os vereadores também passaram a usar tablets para acessar as pautas do Plenário e utilizar durante as comissões sem precisar imprimir papeis.

Fonte: Portal da CMSP