População da Zona Norte pede regularização de moradias

28/10/2011 03:12

RenattodSousa
RenattodSousa

Os moradores da Zona Norte de São Paulo pediram, em audiência pública realizada nesta quinta para discutir o Projeto de Lei 479/11, que trata do orçamento municipal de 2012, solução para o problema das moradias irregulares que existem na área. “A resolução desse problema é o ponto fundamental de nossa demanda, porque o poder público não investe o que deveria alegando justamente isso, que não pode por dinheiro em áreas irregulares”, disse Cilene Pereira, da Associação Flores de Maio.

Outro problema bastante lembrado pelos participantes da audiência foi a forte recorrência de alagamentos nos bairros da região no período de chuvas. Presidindo a audiência pública, o vereador Aníbal de Freitas (PSDB) classificou a situação como preocupante. “Sou morador daquela área e conheço os problemas. As enchentes na bacia do Tremembé são terríveis. Temos de garantir os recursos para continuar as obras de canalização para acabar de uma vez com isso”, disse.

Os munícipes reclamaram ainda da falta de creches perto de suas casas e o trânsito caótico que engarrafa as ruas na Zona Norte. “Que essa audiência sirva para auxiliar o Executivo, para que 2012 seja um ano profícuo. Nossa grande luta é para aumentar as verbas das subprefeituras daqui e diminuir os graves problemas que enfrentamos”, afirmou o vereador.

Também teve destaque entre as reclamações a falta de equipamentos públicos, especialmente no bairro do Parque Novo Mundo, o mais carente da Zona Norte. “Essas instalações contribuiriam para melhorar a qualidade de vida daquela população”, disse Nelson Ferreira Filho, representante do Conselho de Saúde da Subprefeitura da Vila Maria.

Participaram da reunião os subprefeitos da Vila Maria, Santana/Tucuruvi, Freguesia do Ó, Casa Verde/Limão/Cachoeirinha e Pirituba/Jaraguá, todos pedindo maior destinação de verbas para suas regionais.

Fonte: Portal da CMSP

Nota:

Esta Audiência começou com atraso de uma hora.