Parlamentares prometem melhorar prestação de contas

23/03/2014 09:03

Procurados pela reportagem, alguns dos vereadores mostraram preocupação em deixar gasto mais claro 

Matéria publicada originalmente no O Estado de S. Paulo

Adriana Ferraz, Daniel Trielli e Edison Veiga 

Os vereadores ouvidos pela reportagem atribuem à administração da Câmara Municipal a obrigação de publicar na internet recibos e notas relacionadas aos contratos firmados diretamente pela Casa, como envio de correspondências pelos Correios, locação de carro oficial e gastos com fotocópias.

Parte deles, porém, afirmou que passará a adotar novo modelo de transparência em seus sites pessoais, a fim de prestar contas de todos os seus gastos de gabinete. Estão nessa lista Nelo Rodolfo (PMDB), Abou Anni (PV), Claudinho (PSDB), Toninho Véspoli (PSOL), Paulo Fiorilo (PT), Masataka Ota (PROS), Ari Friedenbach (PROS) e Aurélio Miguel (PR).

Claudinho, no entanto, foi o único a fornecer uma data para isso. O tucano afirmou que seu site está em fase de atualização e, dentro de 30 dias, já trará as informações complementares. Nelo Rodolfo (PMDB) se comprometeu a fazer o mesmo na próxima prestação de contas e Fiorilo disse que vai avaliar como fazê-lo rapidamente.

"Toda a transparência é importante. Não vejo problema em dar publicidade a esses recibos (de Correios). Se não há impedimento, isso deve ser feito", disse o petista.

Mudança. Na última semana, após ser procurada pela reportagem, a Câmara Municipal alterou a forma como publica a declaração de gastos dos parlamentares e seus respectivos comprovantes. Apesar de não criar um novo modelo que permita a publicação das filipetas dos Correios, por exemplo, a Casa passou a publicar os contratos desse e outros serviços utilizados pelos vereadores na mesma página que dá publicidade aos custos dos mandatos.

Para o Tribunal de Contas do Município (TCM), faltam outras medidas, como somar os gastos declarados ao longo do ano para tornar a fiscalização mais fácil.