Município e Estado expõem experiências de abertura de dados

07/10/2011 22:00

RenattodSousa
RenattodSousa

O secretário municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão, Rubens Chammas, explicou nesta sexta-feira a experiência da Prefeitura de São Paulo na abertura de dados e classificou o projeto De Olho nas Contas como uma “mudança de patamar” na prática da transparência, ao passar da divulgação de dados brutos para a divulgação de informações.

“Passamos a publicar os dados trabalhados para que todos tenham acesso e possam debatê-los", comentou Chammas. Segundo ele, isso gerou uma forte mudança de comportamento na imprensa em relação ao poder público. "A partir da divulgação do De Olho nas Contas, as perguntas passaram a ser muito mais analíticas. Foi um divisor de águas. Quando o poder público libera não só dados, mas informações, ele muda a sociedade e a imprensa, que desenvolvem análises das ações do governo".

O secretário também citou o site da Agenda 2102, o Programa de Metas da Cidade de São Paulo, como outra iniciativa de transparência implementada pelo Executivo municipal. O “ponto alto”, segundo ele, é o monitoramento online do cumprimento das metas definidas pelo prefeito no início de seu mandato. “Ainda temos que melhorar? Com certeza, mas é um grande embrião para próximas administrações", declarou.

EXPERIÊNCIA ESTADUAL
Roberto Agune, coordenador do GAT (Grupo de Apoio Técnico à Inovação) da Secretaria Estadual de Gestão, disse que a intenção do Executivo estadual ao abrir a sua base de dados foi, além da transparência, "fornecer um instrumento para a sociedade monitorar, fazer propostas e estabelecer um canal de colaboração".

“Os dados são públicos. É obrigação do governo disponibilizá-los”, disse Agune. Ele acrescentou que a iniciativa é fácil de ser adotada em relação às questões técnicas, e que depende “muito mais de uma vontade política do governante”.

EXPERIÊNCIA DA CÂMARA
Eduardo Miyashiro, coordenador do Centro de Tecnologia da Informação da Câmara Municipal de São Paulo (CMSP), anunciou nesta sexta-feira o lançamento do Blog Dados Abertos, um espaço para o debate virtual entre as áreas técnicas do Parlamento, ‘hacktivistas’ e demais internautas interessados em participar de um processo de aperfeiçoamento dos dados disponibilizados em formato aberto no portal da CMSP.

A ideia dos consultores de tecnologia da casa é receber auxílio para “captar as demandas que qualifiquem o uso para melhor interesse público das séries de dados da Câmara”.

Sobre a entrada da CMSP na “era dos dados abertos”, o presidente da Casa, vereador José Police Neto, afirmou que “gigantescos avanços já foram conquistados, mas os desafios ainda são muitos”. “É isso que nos empolga. E a melhor forma de enfrentar o ‘fazer tudo’ é chamar a sociedade para fazer com você”, disse.

Fonte: Portal da CMSP