Juíza nega pedido para afastar Aurelio Miguel

07/02/2013 07:30

Magistrada quer antes ouvir o vereador do PR, acusado de receber propina de administradora de shopping

DIÁRIO SP

A juíza Celina Kiyomi Toyoshima, da 4ª Vara da Fazenda Pública da capital, rejeitou o pedido de bloqueio dos bens do vereador Aurelio Miguel (PR) e de seu afastamento imediato do cargo. A solicitação foi apresentada à Justiça na terça-feira pelo promotor Marcelo Milani, mas a magistrada afirmou que, antes de tomar qualquer decisão, vai, primeiro, ouvir os argumento do parlamentar.

Aurelio Miguel é acusado pelo Ministério Público Estadual de receber propina para agilizar as obras de expansão do Shopping Pátio Paulista, na Bela Vista, na região central da capital. Também é réu na mesma ação Hussain Aref Saab, ex-diretor da Aprov, o órgão da Prefeitura  que aprova as plantas de prédios no município.

De acordo com a Promotoria, Aurelio Miguel e Aref teriam recebido pelo menos R$ 640 mil em propina do grupo empresarial que administra o Shopping Paulista, a fim de garantir a emissão do alvará em 2009. Miguel nega a participação em qualquer irregularidade. Aref também rejeita as acusações, assim como o grupo que administra o Shopping Paulista.