Ex-senador, Antonio Carlos Rodrigues reassume vaga na Câmara Municipal

14/11/2014 06:26

Matéria publicada originalmente pelo Estadão.com.br

Adriana Ferraz

Vereador chega cacifado para tornar-se presidente da Casa; nome de Rodrigues é considerado consenso entre oposição e situação

Dois dias após a saída de Marta Suplicy (PT) da equipe de ministros da presidente Dilma Rousseff (PT), o suplente dela no Senado, Antonio Carlos Rodrigues (PR), reassumiu na tarde desta quinta-feira, 13, sua vaga na Câmara Municipal de São Paulo. Com a volta de Rodrigues, coronel Camilo (PSD), eleito deputado estadual, perde a vaga e deixa a Casa.

A chegada de Rodrigues antecipa o debate sobre a sucessão de José Américo (PT) na Presidência. O nome do ex-senador é considerado consenso entre representantes da situação e da oposição para a eleição do dia 15 de dezembro. Se eleito, sua permanência no cargo, porém, vai depender do governo federal. Como presidente nacional do PR, o nome do vereador é cotado para assumir um ministério no segundo mandato da presidente Dilma.

José Patrício/Estadão

O suplente da petista no Senado, Antônio Carlos Rodrigues (PR)

O anúncio, no entanto, se confirmado, só deve ocorrer em fevereiro de 2015. Até lá, Rodrigues poderia assumir a presidência e repassá-la ao vice, caso nomeado. Nesse caso, o mais provável é que o posto seja determinado a um petista. E a lista de interessados não é pequena: líder do governo de Fernando Haddad (PT), Arselino Tatto é considerado candidato natural ao cargo, assim como Paulo Fiorilo, presidente municipal do PT. Alfredinho, que atualmente ocupa o posto de líder do partido na Casa, também figura entre as apostas. Com a volta de Rodrigues, o partido começa a debater o assunto na semana que vem.