Especialistas aprovam interdição do Center Norte

29/09/2011 06:18

Fábio Jr Lazzari/ CMSP
Fábio Jr Lazzari/ CMSP

A Comissão Extraordinária Permanente de Meio Ambiente recebeu nesta quarta-feira (28) representantes da Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb), da Subprefeitura de Vila Maria e da Secretaria do Verde e do Meio Ambiente para discutir sobre a determinação da Prefeitura, anunciada na terça, de interditar o Shopping Center Norte em 72 horas.

Mesmo antes da decisão do Executivo, o Center Norte já estava na pauta do colegiado. Na semana passada, os vereadores foram vistoriar o local a fim de avaliar as medidas tomadas pela administração do shopping para evitar a dispersão do gás metano existente no subsolo. Na ocasião, o engenheiro contratado para instalar o sistema de remediação afirmou que, em 40 dias, eles teriam oito ou nove mecanismos de extração do gás, eliminando qualquer possibilidade de explosão no local. Entretanto, a Cetesb não garantiu que os novos equipamentos serão capazes de tornar toda a área segura.

Tanto os técnicos da Cetesb quanto o engenheiro da subprefeitura, Ricardo Bacic, concordam que o risco de acidentes no local é apenas potencial, não iminente. Entretanto, Bacic considera mesmo assim a interdição justificada. “A população não tem discernimento do iminente e do potencial. Nós vamos aguardar um laudo conclusivo de que a área não tem mais risco”, disse.

Ricardo Bacic acredita que o Center Norte deve recorrer da decisão. Paralelamente, a Cetesb está multando o shopping diariamente em R$ 17.450, até ele tomar as providências necessárias.

Os membros da Comissão de Meio Ambiente pretendem fazer uma nova diligência no shopping para certificar que a instalação do sistema de extração de metano foi feita.

Nesta quarta, outra audiência pública, realizada pela Comissão de Política Urbana, Metropolitana e Meio Ambiente a pedido do vereador Juscelino Gadelha, debateu esta questão. Nela o vereador Paulo Frange (PTB) pediu calma na avaliação do caso para não se criar ‘alarme’.

Fonte: Portal da CMSP

 

Nota do Blog

Estou acompanhando as reuniões da Comissão Extraordinária Permanente de Meio Ambiente há algum tempo, tem despertado minha atenção a falta de interesse dos parlamentares a uma comissão de tamanha importância como essa. Pela terceira vez seguida a reunião acontece sem quórum, tem se transformado em reunião de trabalho - tratamento dado pelo ver. Gilberto Natalini, Pres. da Comissão - o que tem prejudicado um melhor desempenho da Comissão.

No caso, a reunião de ontem (28/09) começou seus trabalhos as 9,14 horas apenas com seu Presidente - Ver. Natalini - e 3 convidados representando a CETSB, a presença da vereadora Sandra Tadeu (DEM) foi registrada às 9,26 horas e a vereadora Marta Costa (DEM) às 9,35 horas. Estiveram ausentes os vereadores Floriano Pesaro (PSDB) que enviou um assessor, Francisco Chagas (PT) também representado por assessor e Ítalo Cardoso (PT).

Ao final dos trabalhos foram aprovados 3 requerimentos - sem quórum - com o compromisso do vereador Natalini de consultar os demais menbros em plenário e conseguir as assinaturas faltantes. Pode até ser regimental, mas na minha opinião é imoral.

 

Alecir Macedo - Integrante da Rede Adote um Vereador