Debates do Plano Diretor entram na reta final

25/06/2014 21:00

RenattodSousa / CMSP
PLENARIO-2562914-Rtto_6480-72-ABRE

A sessão plenária desta quarta-feira (25/6) foi marcada pelos debates sobre o projeto do Plano Diretor Estratégico da cidade de São Paulo. Segundo o líder do governo, vereador Arselino Tatto (PT), foi firmado acordo com as lideranças dos partidos para que as sessões desta quarta e quinta-feira fossem utilizadas exclusivamente para discussão do projeto. Na sexta-feira, o Plano Diretor deve ser colocado em pauta para votação final.

O relator do projeto, vereador Nabil Bonduki (PT), ocupou a tribuna nesta quarta para defender o substitutivo do PDE. “O planejamento urbano serve para organizar a cidade, estabelecendo regras para o uso e ocupação de solo e os programas públicos para as próximas três gestões municipais. São Paulo não pode mais se expandir horizontalmente. Precisamos agora conter esse processo para evitar que haja mais degradação de áreas de proteção ambiental e estabelecer claramente para onde a cidade vai se desenvolver a partir de agora”, disse.

O presidente da Comissão de Política Urbana, vereador Andrea Matarazzo (PSDB), será o primeiro a discursar sobre o projeto, seguido dos demais vereadores inscritos, na sessão desta quinta-feira.  Para garantir que todos os vereadores tenham tempo para discutir o projeto, o presidente da Câmara convocou a sessão ordinária e mais três extraordinárias.

SOLIDARIEDADE

O vereador Arselino Tatto (PT) usou o plenário nesta quarta para defender o vereador José Police Neto (PSD),  duramente criticado por integrantes do MTST, que o acusaram de ser o ‘vereador das empreiteiras’. “90% dos projetos do vereador Police são relacionados à moradia popular, por isso é injusta as criticas e acusações que foram feitas. Dialogamos com o movimento e eles entenderam que cometeram um erro. Quero dizer que o vereador tem a solidariedade de toda base do governo”, disse Tatto.

Fonte: Portal da CMSP