CPI: vereadores questionam viabilidade dos corredores de ônibus

29/08/2013 14:57

Os vereadores da CPI do Transporte Coletivo questionaram a viabilidade dos corredores de ônibus na capital paulista. As vias exclusivas estão sendo implantadas em diversas regiões da cidade e os parlamentares querem saber se existe um planejamento para atender a demanda de usuários que podem deixar de usar o carro com esse novo sistema.

CPI-TRANSTO-29-08-2013-FRANCA-06518-72-CAPA-

Segundo o vereador Milton Leite (DEM), os usuários ganharam tempo com a implementação dessas faixas, mas é necessário também se pensar na qualidade. “As empresas estão oferecendo mais veículos para atender a demanda? Nos horários de picos continuo vendo os pontos lotados e se a ideia é melhorar, isso não está acontecendo”, sinalizou.

 

Qualidade

O vereador Abou Anni (PV), também fez os mesmos questionamentos. “Vejo filas e mais filas nos pontos de ônibus, aumentamos o tempo e a qualidade não”, disse.

O economista da Wagner Palma Moreira do Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros de São Paulo (SPUrbanuss) explicou que a ideia de corredores pela cidade está passando por um “amadurecimento”. 

“As pessoas que antes acordavam 4h da manhã para ir trabalhar, hoje podem levantar mais tarde. Por isso, os pontos passaram a ficar lotados. Ainda não aumentamos o número de veículos, mas a partir do momento em que se tem mais velocidade, temos mais oferta também, porque temos mais partidas dos ônibus”, disse. (Kátia Kazedani)

 CPI-TRANSPORTE-29-08-2013-FRANCA-06526-72-ABRE-

Fonte: Portal da CMSP