CPI aprova requerimentos para saber detalhes do contrato da Sabesp

27/08/2014 19:03

CPI_DA_SABESP-27-08-2014-FRANCA-07357-72ABRE
Grupo protestou contra o desperdício de água pela Sabesp. Foto: Luiz França / CMSP

KÁTIA KAZEDANI
DA REDAÇÃO 

A CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Sabesp aprovou nesta quarta-feira (27/8) 40 pedidos de documentação para a Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo), Arsesp (Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo) e o Procon.  As solicitações foram feitas por vereadores de diferentes partidos.

De acordo com o presidente da CPI, vereador Laércio Benko (PHS), é necessário ter os dados do contrato da prefeitura com a Sabesp antes de começar a colher depoimentos. “Não adianta chamar alguém aqui sem antes analisarmos todos os dados pedidos nos requerimentos aprovados. O objetivo do que pedimos é esmiuçar o contrato e saber se ele está sendo cumprido, já que não tem água em diversas regiões”, explicou.

Durante a reunião da CPI, o coordenador de mobilização da ONG Minha Sampa, Guilherme Coelho, falou sobre o movimento “Está Vazando Água”, que alerta para a necessidade melhorar a rede de distribuição da Sabesp. “Recebemos diversas denúncias de desperdício de água por conta de problemas nas tubulações, que são velhas e precisam ser trocadas. E mesmo assim não vemos nenhum tipo de planejamento para que as obras sejam realizadas”, sinalizou.

O grupo fez uma manifestação em frente à Câmara com o objetivo de mostrar que “as pessoas entram pelo cano”, por conta da falta de modernização da rede de encanamentos.

Fonte: Portal da CMSP