Continua o marasmo na Câmara Municipal, que custa uma fortuna e é paga por nós

17/11/2015 17:52

Por Alecir Macedo

No início deste mês, o jornal O Estado de São Paulo publicou uma matéria onde registra a falta de interesse dos vereadores pelo trabalho na Câmara Municipal, com o título de 70% das sessões acabam por falta de quórum na Câmara Municipal de São Paulo

Ao que parece não preocupou em nada nossos legisladores, uma vez que continua tudo na mesma.

A sessão de hoje, 17/11, durou  por volta de 15 minutos, o suficiente para um comunicado de liderança do vereador Quito Formiga (PSDB) e outro do vereador Arselino Tatto (PT) que após seu comunicado solicitou o encerramento da sessão. A sessão caiu por falta de quórum.

Após o tradicional Fla x Flu, algumas alfinetadas entre-si na tentativa de provar quem é mais, ou menos, incompetente a sessão foi encerrada, como pode-se verificar  no vídeo abaixo. 

A sessão extraordinária foi derrubada pela base aliada do prefeito.