Câmara retoma trabalhos e concentra esforços nos projetos relacionados a água

03/02/2015 20:36
SS PLENARIA- 03-02-2015-ANDRE BUENO-EDIT-7760-72ABRE

Grupo mostra cartaz no anel superior do plenário enquanto vereadores debatem a crise de água Foto: André Bueno / CMSP

DA REDAÇÃO

Na tarde desta terça-feira (03/02), a Câmara Municipal realizou a primeira sessão ordinária de 2015 e o debate sobre a crise hídrica, que vem assolando o Estado, monopolizou os discursos dos parlamentares. O presidente da Casa, Antônio Donato, que nesta segunda (02/02) já havia anunciado medidas de economia de água, disse que pretende concentrar os trabalhos dos vereadores em projetos que tratem do tema no período que antecede o Carnaval.

“Nós fizemos um levantamento e há cerca de 20 projetos que discutem a questão da água tramitando na Casa, que falam sobre reuso, e nós sugerimos que os vereadores autores pautem estes projetos para a sessão de amanhã (quarta), e com isso a Câmara dialoga efetivamente com esta questão na cidade”, comentou Donato.

A liderança do PT colheu assinatura de 30 vereadores durante a sessão plenária e apresentou requerimento convidando o prefeito Fernando Haddad e o governador Geraldo Alckmin para virem à Câmara discutir o tema e apresentar as ações que estão sendo tomadas para minimizar o problema.

“É um requerimento para que tenhamos um diálogo de alto nível com as duas maiores autoridades, a do Estado e a da cidade de São Paulo, e possamos discutir essa questão”, afirmou Donato. “Queremos trazer o prefeito e o governador a esta Casa para que os vereadores obtenham informações importantes sobre o tema, ações que poderão ser tomadas e assim trabalhar em sintonia e produzir projetos de qualidade”, afirmou o vereador Paulo Fiorilo (PT).

Para Gilberto Natalini (PV), a preocupação com a falta de água na cidade necessita de medidas emergenciais. “É preciso cancelar todos os eventos públicos na cidade, a começar pelo Carnaval, tanto o desfile no Anhembi quanto os blocos de rua patrocinados pela prefeitura. São mais de dois milhões de pessoas nas ruas aumentado o consumo de água”, afirmou.

O vereador Eliseu Gabriel (PSB) mostrou uma matéria publicada em 2003, cuja manchete destacava que a Sabesp já acenava com a possibilidade de escassez de água para 2010.

Vereadores tomam posse

No início da sessão ordinária, os vereadores Anibal de Freitas (PSDB) e Wadih Mutran (PP) foram empossados pelo presidente Donato. Os parlamentares assumem as vagas deixadas por Antônio Goulart (PSD), eleito deputado federal nas últimas eleições, e Nabil Bonduki (PT), que se licenciou para assumir a Secretaria de Cultura, respectivamente.

Fonte: Portal da CMSP