Câmara apresenta proposta orçamentária para Subprefeituras

15/11/2012 19:08

RenattodSousa
ORCAMENTO-2013-14112012-Rtto___3159_2-72-ABRE

A Consultoria Técnica de Economia e Orçamento (CTEO) da Câmara Municipal de São Paulo apresentou nesta quarta-feira a proposta orçamentária de 2013 para as 31 subprefeituras existentes na capital paulista. Devem receber os maiores repasses as subprefeituras da Sé (R$ 54 milhões), São Miguel (R$ 37,6 milhões) e São Mateus (R$ 47,8 milhões).

Todas as previsões orçamentárias para as subprefeituras tiveram redução, como é o caso da Mooca, cujo planejamento sugere queda de 8% em relação a 2012.

“A diminuição se deve ao fato de que, a partir do ano que vem, o programa de limpeza de bocas de lobo passará a ser de responsabilidade da Autoridade Municipal de Limpeza Urbana (AMLURB)”, explicou Gilberto Hashimoto, consultor-geral do CTEO.

As subprefeituras têm o papel de ouvir a população e solucionar os problemas apontados, promover atividades para os moradores, além de realizar a manutenção das vias, da rede de drenagem, limpeza urbana, vigilância sanitária e epidemiológica. “É o que a população mais vê no dia a dia. A rua bem asfaltada, a poda da árvore, a manutenção da área verde e a praça bem cuidada”, explicou o presidente da Casa, vereador José Police Neto (PSD).

Segundo ele, a partir de agora começa a participação da sociedade. “Ao receber a informação da Câmara sobre cada centavo destinado às subprefeituras, a sociedade tem de participar, mandando para cá sua demanda, sua opinião. Aí, com certeza, o Orçamento será mais próximo do desejo de todos”, afirmou.

Para saber mais sobre o projeto do Executivo que estima a receita e fixa as despesas do município para o próximo ano, clique aqui.

Veja a previsão de repasse às subprefeituras:

Aricanduva/Vila Formosa – R$ 32,3 milhões

M'Boi Mirim – R$ 32,6 milhões

Butantã – R$ 34,8 milhões

Mooca – R$ 33,8 milhões

Campo Limpo – R$ 35,3 milhões

Parelheiros – R$ 19,4 milhões

Capela do Socorro – R$ 30,7 milhões

Penha – R$ 37,5 milhões

Casa Verde – R$ 21,2 milhões

Perus – R$ 20,6 milhões

Cidade Ademar – R$ 23,1 milhões

Pinheiros – R$ 32,6 milhões

Cidade Tiradentes – R$ 20,3 milhões

Pirituba/Jaraguá – R$ 28,2 milhões

Ermelino Matarazzo – R$ 22,6 milhões

Santana/Tucuruvi – R$ 28,3 milhões

Freguesia do Ó/Brasilândia – R$ 27,4 milhões

Santo Amaro – R$ 31,0 milhões

Guaianases – R$ 29,7 milhões

São Mateus – R$ 47,8 milhões

Ipiranga – R$ 34,6 milhões

São Miguel Paulista – R$ 37,6 milhões

Itaim Paulista – R$ 28,4 milhões

Sé – R$ 54 milhões

Itaquera – R$ 34,5 milhões

Vila Maria/Vila Guilherme – R$ 26,4 milhões

Jabaquara – R$ 24,6 milhões

Vila Mariana – R$ 30,1 milhões

Jaçanã/Tremembé – R$ 25,01 milhões

Vila Prudente – R$ 31,5 milhões

Lapa – R$ 29,7 milhões

Fonte: Portal da CMSP