Câmara de SP proíbe a entrada de pessoas calçando chinelos

07/02/2013 06:57

Uma nova norma proíbe que pessoas vestidas com shorts e bermudas ou calçando chinelos entrem na Câmara de São Paulo.

Aliados de vereadores terão cargos em subprefeituras de SP

A regra interna foi imposta pela Presidência da Casa, de acordo com sua assessoria. Segundo ela, a norma já é aplicada em outros órgãos públicos da cidade.

Um café aberto ao público no primeiro andar, onde fica o plenário, também sofreu restrições. Ele funcionará apenas nos dias de evento na Câmara.

Vereadores da nova legislatura são favoráveis, inclusive, à fiscalização de acesso ao prédio.

O coronel Telhada (PSDB), --da chamada "bancada da bala", que é formada por policiais aposentados--, já propôs o controle dos acessos, com a obrigatoriedade do pedido de RG na entrada da Casa e do registro do visitante, com fotos.

O vereador Álvaro Camilo (PSD), que é coronel da reserva da PM, afirma que concorda com a decisão da Presidência.

"É uma forma de respeito a quem vai à Câmara. Mas deve haver bom senso. Não é para exigir que se vá de terno ou de longo", disse. (GIBA BERGAMIM JR.)

Matéria publicada originalmente no Jornal Folha de São Paulo