Câmara recebe formulários da campanha "Você no Parlamento"

10/08/2011 14:20

Fábio Jr Lazzari/ CMSP
formularios_vcparlamento

Cerca 30 alunos do Centro Integrado de Educação de Jovens e Adultos (CIEJA) de Santo Amaro entregaram nesta quarta-feira mil formulários preenchidos da campanha "Você no Parlamento" à Câmara Municipal de São Paulo.

O projeto tem como objetivo saber o que a população de São Paulo considera como prioridade para a cidade. Os temas mais recorrentes citados na consulta orientarão o trabalho dos vereadores neste e nos próximos anos.

Os estudantes, com idades entre 17 e 75 anos, foram recebidos pelo 2º secretário da atual Mesa Diretora, vereador Atílio Francisco (PRB). “A ideia da campanha ‘Você no Parlamento’ é fundamental para sabermos o que priorizar em nossos trabalhos. A eficácia deste projeto já é percebida com estes formulários que recebemos hoje. A cidade tem muito a ganhar”, afirmou Francisco.

A aluna Maria Lucia de Oliveira, 50, respondeu à pesquisa e considerou importante a iniciativa da Câmara Municipal e da Rede Nossa São Paulo. “Podemos dar a nossa opinião e, como vivemos em periferias, sabemos quais são as nossas necessidades”, disse.

Para a aluna Josefina Ângelo, 75, “foi uma boa oportunidade de dizer o que a sociedade espera de melhorias”. Assim pensa também o estudante José Rodrigues Moraes, 55 anos. “Levei os formulários para que todos de casa respondessem e, com isso, os vereadores saberão quais são as nossas maiores necessidades”.

Em relação às prioridades da população, os alunos já apontaram algumas. “O que nós precisamos é de investimentos nas áreas da saúde, educação e lazer. Hoje faltam locais para as crianças brincarem e a situação dos hospitais está precária”, declarou Fernanda Conceição de Souza, 17.

A ideia de os estudantes trazerem à Câmara os formulários partiu do professor de história Nilton Oliveira. "Vi uma matéria sobre a campanha e achei interessante levar isso para a sala de aula. Todos os alunos acataram a ideia e agora vamos acompanhar o resultado da pesquisa e ver quais medidas serão tomadas pelos vereadores", explicou.

 

Fonte: Portal da CMSP