Câmara aprova, em primeira votação, PL do mobiliário urbano

08/06/2011 14:37

RenattodSousa
RenattodSousa

Parlamentares fizem um minuto de silêncio durante a sessão plenária desta terça-feira em respeito ao falecimento do ex-deputado Wadih Helu e da  ex-primeira-dama Dulce Figueiredo


Os vereadores aprovaram, na sessão desta terça-feira (8) o projeto de lei (PL) 047/2010, de autoria do Executivo, que dispõe sobre o mobiliário urbano da cidade de São Paulo e regulamenta a exploração publicitária em relógios eletrônicos e abrigos de parada de transporte público. O texto foi aprovado em primeira votação e agora volta a ser discutido pelos parlamentares.

O PL autoriza o Executivo a outorgar a empresas ou consórcios, por meio de licitação, o direito de criar, confeccionar, instalar, manter e explorar os relógios eletrônicos digitais de tempo, temperatura e qualidade do ar, e os pontos de parada de ônibus.

Por um acordo entre as lideranças partidárias, os projetos de substitutivo que haviam sido apresentados à Mesa Diretora e posteriormente retirados para agilizar o processo de votação do PL serão debatidos com o objetivo de apresentar um texto comum a todos os parlamentares para segunda apreciação pelo plenário. Vários vereadores já manifestaram a intenção de contribuir na melhoria do texto.

Homenagens
A Câmara prestou um minuto de silêncio em respeito ao falecimento de duas pessoas ligadas à política nacional. O primeiro homenageado foi o ex-deputado Wadih Helu, que faleceu nesta terça, aos 89 anos. Ele foi vice-presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo entre 1975 e 1976 e secretário estadual de Administração no governo de Paulo Maluf. Helu também foi presidente do Corinthians entre 1961 e 1971.

Na sequência, os vereadores se puseram de luto por Dulce Figueiredo, viúva do ex-presidente João Baptista Figueiredo. Ela morreu na noite da última segunda-feira, aos 93 anos. A família não quis divulgar a causa da morte.

 

Fonte: Portal da CMSP